Pedofilia

birraHomem de 61 anos foi preso após denúncia dos pais de duas meninas de 11 anos, das quais uma estaria grávida. O caso ocorreu no Guarujá, no litoral de São Paulo.
“O suspeito é vizinho da família. Na casa dele, a polícia encontrou biquínis infantis, fotos e revistas pornográficas. As meninas serão encaminhadas para tratamento psicológico.” A notícia está hoje no G1 .
Essa é a forma como a notícia chega até nós. A esta hora os vizinhos estão se perguntando o que pode ter acontecido com as suas próprias crianças, como ninguém percebeu um pedófilo vivendo ao lado das suas casas, etc.
As respostas vão ser as mais diversas mas dificilmente alguem vai encontrar a resposta clara e fidedigna. Esse tipo de criminoso não traz nenhum sinal específico, nem identificação. Como qualquer criminoso sexual é pessoa afável, simpática, cativante e que infunde confiança. Não é raro as pessoas se pasmarem com o reconhecimento deste psicopata. Ele é escorregadio que nem réptil peçonhento. As crianças se sentem tão bem tratadas pelo molestador que se culpam por algo tão funesto ter acontecido e calam-se. Só um olho mais atento percebe as significativas mudanças de humor e comportamento. Cada criança reage de uma forma diferente mas existe uma característica comum a todas elas – elas se tornam arredias. A alimentação também sofre mudanças acentuadas que vão do exagero à negação de alimentar-se.
As crianças são seres incautos que precisam de proteção e essa proteção cabe aos seus responsáveis, quer em casa ou na escola, onde também podem acontecer abusos desta natureza.
Chamo à responsabilidade pais, professores, responsáveis em geral pela educação. Fiquem atentos para os sinais que as vossas crianças possam emitir frente ao perigo. Normalmente, antes do ato consumado, existe o assédio. É a hora de atentar para os sinais.
As crianças são expressivas e o medo pode levá-las a mentir. Neste caso, não rotule a sua criança de mentirosa. Antes preste atenção no porquê da mentira.
Depois a psicologia ajuda a lidar com o fato, mas nada pode fazer para evitá-lo sem o compromisso de quem cuida.
Precisamos ajudar a diminuir esta doença que não é nova mas que, apesar de reconhecida, não consegue ser extirpada da nossa sociedade.

Anúncios

E a pedofilia dá mais uma versão…

selocontraapedofilia1Agora surge a versão “pedofilia terna”. Alguem já ouviu falar de ternura na pedofilia? Pois tem, segundo o pedófilo Phillip Garrido. “Vocês vão cair de costas…pois a história é impactante e terna.” Essa são as supostas palavras do cachorro que sequestrou uma criança de 11 anos e a manteve cativa por 18 anos. Durante esse período eles tiveram 2 filhas.
Mas é melhor ler…os detalhes da história sórdida estão no G1.

Pedofilia no Hamas

“A denúncia é do Phd Paul L. Williams é traduzida com exclusividade no Brasil pelo De Olho Na Mídia (ninguém mais na imprensa nacional pareceu se interessar pelo assunto).
Um evento de gala ocorreu em Gaza. O Hamas foi o patrocinador de um casamento em massa para 450 casais. A maioria dos noivos estava na casa dos 25 aos 30 anos; a maioria das noivas tinham menos de dez anos.
Grandes dignatários muçulmanos, incluindo Mahmud Zahar, um líder do Hamas foram pessoalmente cumprimentar os casais que fizeram parte desta cerimônia tão cuidadosamente planejada.
“Nós estamos felizes em dizer a América que vocês não podem nos negar alegria e felicidade”, Zahar falou aos noivos, todos eles vestidos em ternos pretos idênticos e pertencentes ao vizinho campo de refugiados de Jabalia.
Cada noivo recebeu 500 dólares de presente do Hamas.
As garotas na pré-puberdade, que estavam vestidas de branco e adornadas com maquiagem excessiva, receberam bouquets de noiva.
“Nós estamos oferecendo este casamento como um presente para o nosso povo que segue firme diante do cerco e da guerra”, discursou o homem forte do Hamas no local, Ibrahim Salaf.
hamas

O Centro Internacional Para Pesquisas Sobre Mulheres estima agora que existam 51 milhões de noivas infantis vivendo no planeta Terra e quase todas em países muçulmanos.
Quase 30% destas pequenas noivas apanham regularmente e são molestadas por seus maridos no Egito; mais de 26% sofrem abuso similar na Jordânia.
Todo ano, três milhões de garotas muçulmanas são submetidas a mutilações genitais, de acordo com a UNICEF. A prática ainda não foi proibida em muitos lugares da América.
A prática da pedofilia teria base e apoio do islã, pelo menos a sua leitura mais extrema e radical. O livro Sahih Bukhari (além do Corão, outra das fontes de grupos como o Hamas) em seu quinto capítulo traz que Aisha, uma das esposas de Maomé teria seis anos quando se casou com ele e as primeiras relações íntimas aos nove. O período de espera não teria sido por conta da pouca idade da menina, mas de uma doença que ela tinha na época. Em compensação, Maomé teria sido generoso com a menina: permitiu que ela levasse todos os seus brinquedos e bonecas para sua tenda.
Mais ainda: talvez o mais conhecido de todos os clérigos muçulmanos deste século, o Aiatóla Komeini, defendeu em discursos horripilantes a prática da pedofilia:
Um homem pode obter prazer sexual de uma criança tão jovem quanto um bebê. Entretanto, ele não pode penetrar; sodomizar a criança não tem problema. Se um homem penetrar e machucar a criança, então ele será responsável pelo seu sustento o resto da vida. A garota entretanto, não fica sendo contada entre suas quatro esposas permanentes. O homem não poderá também se casar com a irmã da garota…É melhor para uma garota casar neste período, quando ela vai começar a menstruar, para que isso ocorra na casa do seu marido e não na casa do seu pai. Todo pai que casar sua filha tão jovem terá assegurado um lugar permanente no céu.” – Como podemos conviver com formas tão diferentes de entendimento? A cultura coloca-nos diante de situações absolutamente incompreensíveis por este lado da humanidade. Como aceitar que crianças sejam transformadas em objetos de sodomia enquanto seus pais recebem o céu como recompensa? Como as noções de certo e de errado podem divergir tanto entre nós povos de um mesmo planeta, filhos de um mesmo Deus? Que tipo de ser humano acredita que o sofrimento dos próprios filhos possa ter algum benefício aos olhos do criador? Cada vez me sinto menos preparada para a vida neste mundo cheio de desigualdade e de abuso de religião.
Façam a vossa pesquisa. Estou aberta a comentários que me mostrem o quanto sou ignorante nesta matéria. Digam-me, por favor, que nada disto existe e que a vida não é tão deprimente quanto eu a enxergo.

Abuso

sofrerOntem me vi diante de mais um caso de extrema crueldade. Uma adolescente mantida prisioneira por seus tios em um porão, sem ventilação, com duas crianças, uma das quais nascida há sete dias. O pai das crianças, seu tio, contava com a ajuda da esposa nesse quadro doente e maldoso.(Recomendo acompanhar o programa da Discovery – Atração Fatal)
Não se sabe há quanto tempo o cativeiro durava, a menina não soube responder, só se sabe que ela veio do nordeste com 8 anos. Façam-se as contas.
A polícia seguiu uma denúncia de suspeita de algo errado estar acontecendo na casa. Como conseguiram manter esse segredo em um lugar onde as casas se amontoam? Quando a polícia chegou ninguém apareceu. Parecia casa vazia até que encontraram a entrada do porão. Um dos nenéns, carregado pela mãe, estava nu e podiam ver-se marcas de sarna, e a menina ainda sangrava devido ao parto de há sete dias. Pode imaginar-se o sofrimento que essas crianças agüentaram, em especial essa menina-mãe.
Esta é a raça humana. Também prefiro os bichos.

Obs. Olhei alguns sites para pegar referências da notícia e não encontrei nada. Assisti a reportagem no Record News, ontem à noite.

Pedofilia (cont.)

selocontraapedofilia1Ontem, em uma cidade perto de Andradina, Muritinga do Sul, foram presos 7 pedófilos que faziam parte de uma quadrilha. A notícia falou em um grupo de sitiantes. Ao ver essa cambada sair do camburão da polícia observamos que nenhum demonstrava vergonha ou acanhamento. Uns saíram rindo, um deles sem camisa, nenhum algemado (proibidas as algemas). Parecia uma excursão de 7 pessoas despreocupadas em visita à delegacia da cidade. Agora me digam: numa cidade de três mil habitantes como conseguem esconder essa “farra”? Na cidade onde moro, de aproximadamente 250.000 habitantes, foi descoberto um grupo de pedófilos, quadrilha, título conquistado na política. Claro que não aconteceu nada com eles, mas ninguém esperava que acontecesse. Mas numa cidade pequena… As pessoas costumam conhecer-se. E, não foi um caso isolado. Foram alguns adolescentes entre 12 e catorze anos. Fala-se, inclusive, no consentimento de uma mãe. Enfim, vamos acompanhar e ver o que acontece.

Pedofilia – Novas estatísticas

selocontraapedofilia1A pedofilia na internet continua crescendo, segundo a associação italiana Telefono Arcobaleno. Segunda a TA a pedofilia na rede cresceu 149% desde 2003, mas, em alguns países, como o Brasil, o número de usuários desse material caiu.
Sobre o Brasil, a associação indicou no relatório que o número de usuários que faz uso de material de pedofilia caiu 22% de 2003 a 2008. Acredito que este item se refere também à internet. Porque a pedofilia por aqui corre solta.
Só em 2008, a associação realizou 42.396 denúncias devido ao material de pedofilia presente na rede perante as autoridades de 45 países e os provedores de internet. Segundo o relatório, os países com mais denúncias são Alemanha (26.191), Holanda (5.256) e Estados Unidos (3.611).
Por zonas, a Europa é a que registra mais casos de pedofilia, com 86,6% das denúncias e com um aumento de 406% na quantidade de material de pedofilia desde 2003, na frente da América do Norte, com 10,8% das denúncias.
Diante dos números a pergunta é: o que acontece na Europa que não sobra tempo para que se criem leis mais rígidas para coibir o uso e abuso de material pornográfico infantil? Os políticos andam sempre muito ocupados em defender minorias oprimidas e esquecem de olhar com cuidado os resultados das suas defesas. Para esses vermes que usam crianças para satisfazerem seus instintos mais podres fica faltando tempo para coloca-los na cadeia junto a outros abusadores. Quem cuida das nossas crianças quando elas não são opção para promoção política e social?
Aos gays se juntam políticos em desfiles e discursos inflamados; às crianças abusadas quem se junta? Pais esfacelados pela culpa, quando tomam conhecimento? Alguns gritadores cujas palavras não ecoam? Quem?
Como se ajudam as nossas crianças a se afastarem de pedófilos de todas as idades quando tudo o que a mídia mostra são adolescentes dando vazão aos seus instintos que haveriam de ser sublimados aguardando a hora certa? Eu vejo crianças de 10 anos vestidas como mocinhas, maquiadas, de salto, desfilando pelo shoping, com aparência de moçoilas em busca de aventura. Sabemos o que atrai a libido, mesmo assim achamos bonito nossas crianças posando de adolescentes. Existe uma recompensa nisso – são nossas filhas, logo não negam as origens. É bonito mesmo! Temos meninas muito bonitas e rapazes muito bonitos também. É a evolução da espécie. E a evolução de valores onde fica?
Pais vamos retroagir aos valores antigos antes que seja tarde demais. Não se acanhem de falar não. A vida é cheia de frustrações e é o que os vossos filhos vão encontrar pela frente, a não ser que resolvam ignora-las e, sabemos onde isso leva.
Nada justifica a pedofilia, e não queremos criar culpa nos pais ou nas crianças, apenas alerta-los para não serem presas fáceis.
Cuidem do que os vossos filhos assistem na mídia; cuidem de saber onde estão os vossos filhos; façam parte da vida dos vossos filhos de perto. Sejam pais presentes.