Mas em Portugal…

… O milagre é bem maior…

É muita cara de pau colocar um “troço” destes para chamar o povo. Mas o pior é que tem quem acredita nisso e é assim que essas igrejas vivem, do suor dos bobos que desesperados não pensam e correm às igrejas feito cordeiros. Não deveria haver uma legislação para isso? Ou será que há? Ou igreja e justiça não se misturam?

Ainda existe justiça

Leia este Sentença – Lulinha x Veja.pdf e veja, como eu, que a Justiça neste país está indo muito bem,com a graça de Deus.
Não é sempre que vemos os maiores fazendo e desfazendo e a Justiça se omitir. O que espanta mais é imaginar que alguém esperasse uma condenação dos réus, neste caso a Revista Veja. Acho que nem eles, Veja, acreditaram neste final.

Novidades de Portugal

Recebi esta notícia por email para que fosse repassada para o maior número de pessoas mas preferi postá-la aqui. Acho que uma notícia destas merece um certo destaque. Com isto pretendo parabenizar a justiça portuguesa pela coragem em tomar atitudes que realmente mudam a imagem de justiça cega para justiça que não pára de trabalhar.
Modelo de justiça que já se faz sentir em outros cantos do planeta. Como diria um velho ditado: “mudam as moscas mas a m—- é a mesma”
É só adaptar.

Depois de anos e anos a batalhar eis que surgem os primeiros resultados.
· Desde a morte de Francisco Sá Carneiro e do eterno mistério que a rodeia,
· Ao desaparecimento de Madeleine McCann,
· Ao caso Casa Pia
· Do caso Portucale
· Operação Furacão
· Da compra dos submarinos
· Às escutas ao primeiro-ministro
· Do caso da Universidade Independente
· Ao caso da Universidade Moderna
· Do Futebol Clube do Porto
· Ao Sport Lisboa Benfica
· Da corrupção dos árbitros
· À corrupção dos autarcas
· De Fátima Felgueiras
· A Isaltino Morais
· Da Braga parques
· Ao grande empresário Bibi
· Das queixas tardias de Catalina Pestana
· Às de João Cravinho
· Dos doentes infectados por acidente e negligência de Leonor Beleza com o vírus da sida
· Do miúdo electrocutado no semáforo
· Do outro afogado num parque aquático
· Das crianças assassinadas na Madeira
· Do mistério dos crimes imputados ao padre Frederico
· Do autarca alentejano queimado no seu carro e cuja cabeça foi roubada do Instituto de Medicina Legal
· A miúda desaparecida em Figueira
· Todas as crianças desaparecida antes delas, quem as procurou
· As famosas fotografias de Teresa Costa Macedo. Aquelas em que ela reconheceu imensa gente ‘importante’, jogadores de futebol, milionários, políticos.
· Os crimes de evasão fiscal de Artur Albarran
· Os negócios escuros do grupo Carlyle do senhor Carlucci em Portugal.
· O mesmo grupo Carlyle onde labora o ex-ministro Martins da Cruz, apeado por causa de um pequeno crime sem importância, o da cunha para a sua filha.
· E aquele médico do Hospital de Santa Maria, suspeito de ter assassinado doentes por negligência
Pois é… a justiça portuguesa está de Parabéns!
Depois de anos e anos a batalhar eis que surgem os primeiros resultados.
Prenderam um jovem que fez um download de música …
YEAAAAAAAAH!… VIVA!!!!
Primeiro português condenado à prisão por pirataria musical na Internet!…
O Indivíduo poderá passar entre 60 a 90 dias atrás das grades por ter feito o download e partilhado música ilegalmente com outros utilizadores!…

Falem a verdade, não é um feito e tanto? Precisamos comemorar mesmo, não só por Portugal mas por todos os paises que usam o mesmo tipo de justiça. E são tantos!!!!!!!!!

Madoff é condenado pela Justiça dos EUA a 150 anos de prisão

A Justiça dos Estados Unidos condenou nesta segunda-feira (29) o financista Bernard Madoff a 150 anos de prisão. Madoff, que foi presidente da Nasdaq, a bolsa de valores que reúne empresas de tecnologia no país, respondia a 11 acusações de crimes relacionados a uma multimilionária fraude. Ele está preso desde o dia 12 de março, após ter admitido culpa em 11 crimes, entre eles fraude, perjúrio, lavagem de dinheiro e roubo.
Igualzinho por aqui. Todos os criminosos do chamado “colarinho branco” estão na cadeia.

Carta de um pai

Faço questão de colocar estas palavras aqui. Não muda a situação mas pode indignar. Será que ainda temos a capacidade de nos indignarmos com estas notícias?
Carta escrita por Gilmar Yared pai de uma das vítimas do acidente
causado pelo Deputado Fernando Carli.
”Olá queridos amigos!
Vocês não imaginam a importância de ter amigos. Neste momento de muita dor, onde a tristeza tomou conta de minha alma, onde a vontade de viver dá lugar a de morrer, receber as muitas mensagens através de
telefonemas, e-mails tem sido um refrigério.
Ontem a equipe da TV paranaense esteve em minha casa, gravamos uma matéria que revelava bem a nossa indignação. Mas infelizmente cortaram e colocaram apenas o que não poderia repercutir ou seja nada comparado ao que falamos.
Vejo o Poder Publico sendo colocado à disposição do deputado para
diminuir as evidências deste crime.
No posto de gasolina onde praticamente tudo começou, o frentista
revelou que no dia seguinte onde nós chorávamos a morte de meu filho,
os advogados do deputado já estavam trabalhando recolhendo evidências.
Conversando com o frentista, o mesmo comentou que ouvindo a conversa deles, estes afirmavam que o deputado estava embriagado. No Hospital Evangélico, enfermeiros comentam que foi encontrada cocaína em seu sangue e tudo foi escondido pelas autoridades, médicos e imprensa.
Por que tanta impunidade? 190 km por hora foi a velocidade cravada no
velocímetro e o delegado responsável pelo caso, disse desmentindo as
primeiras informações oficiais que o velocímetro estava em zero.
Que poder é este que destrói a família?
O poder político não é maior que o poder de Deus e não pode estar
acima do bem e do mal.Meu irmão apresentador da TV Educativa, foi afastado de seu programa.Na CBN colegas jornalistas estão indignados com o cerceamento de informações.
Autoridades de nosso estado, com certeza vocês fizeram um pacto e não foi com Deus.
Imagino que haja pessoas decentes que irão reverter este quadro.
Sei que tudo irá passar e que enfrentarei muitos desafios a partir de agora.
Peço a Deus que nos dê forças e nos proteja.
Amigos, poderia estar acontecendo com qualquer um de vocês. Fui
escolhido para suportar tamanha dor acompanhado desta grande
injustiça. Obrigado pelas homenagens ao meu filho.”
Leiam sobre o nobre deputado:
O deputado estadual, de 26 anos, estava com a habilitação suspensa. Ele tinha 130 pontos na carteira. Nos últimos seis anos recebeu 30 multas, 23 por excesso de velocidade.

O que elege um político? Ao eleger um político que variáveis são usadas? Me pergunto o que levou esse rapaz, perdão, nobre autoridade, ao poder?!