Pedofilia

birraHomem de 61 anos foi preso após denúncia dos pais de duas meninas de 11 anos, das quais uma estaria grávida. O caso ocorreu no Guarujá, no litoral de São Paulo.
“O suspeito é vizinho da família. Na casa dele, a polícia encontrou biquínis infantis, fotos e revistas pornográficas. As meninas serão encaminhadas para tratamento psicológico.” A notícia está hoje no G1 .
Essa é a forma como a notícia chega até nós. A esta hora os vizinhos estão se perguntando o que pode ter acontecido com as suas próprias crianças, como ninguém percebeu um pedófilo vivendo ao lado das suas casas, etc.
As respostas vão ser as mais diversas mas dificilmente alguem vai encontrar a resposta clara e fidedigna. Esse tipo de criminoso não traz nenhum sinal específico, nem identificação. Como qualquer criminoso sexual é pessoa afável, simpática, cativante e que infunde confiança. Não é raro as pessoas se pasmarem com o reconhecimento deste psicopata. Ele é escorregadio que nem réptil peçonhento. As crianças se sentem tão bem tratadas pelo molestador que se culpam por algo tão funesto ter acontecido e calam-se. Só um olho mais atento percebe as significativas mudanças de humor e comportamento. Cada criança reage de uma forma diferente mas existe uma característica comum a todas elas – elas se tornam arredias. A alimentação também sofre mudanças acentuadas que vão do exagero à negação de alimentar-se.
As crianças são seres incautos que precisam de proteção e essa proteção cabe aos seus responsáveis, quer em casa ou na escola, onde também podem acontecer abusos desta natureza.
Chamo à responsabilidade pais, professores, responsáveis em geral pela educação. Fiquem atentos para os sinais que as vossas crianças possam emitir frente ao perigo. Normalmente, antes do ato consumado, existe o assédio. É a hora de atentar para os sinais.
As crianças são expressivas e o medo pode levá-las a mentir. Neste caso, não rotule a sua criança de mentirosa. Antes preste atenção no porquê da mentira.
Depois a psicologia ajuda a lidar com o fato, mas nada pode fazer para evitá-lo sem o compromisso de quem cuida.
Precisamos ajudar a diminuir esta doença que não é nova mas que, apesar de reconhecida, não consegue ser extirpada da nossa sociedade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s