Entre linhas

Na lide das horas,
A fome adormece,
O sono me esquece,
O dia anoitece.
Careço de colo
No meu abandono,
Triste, lastimosa,
Mísera, seca rosa,
víço de outono.
Escuto uma voz,
Bem dentro de mim.
Me ergue, suspende,
Mas não alimenta
A vaga em mim.
Sou surda,
Sou cega,
À voz da razão.
Escuto os tormentos
Do meu coração.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s