Entre dois amores

Desde criança sou torcedora, agora à distância, do Futebol Clube do Porto. Aos 6 anos ia no estádio das Antas para ver um monte de homens correndo atrás de uma bola, mas aprendio rápido o que precisava ser feito para que o meu clube saísse vitorioso.
Saí de Portugal com 20 anos e só voltei a ver o meu clube jogar no ínicio da década de 70 em Lourenço Marques. Nem lembro mais do resultado, mas sei que foi vitória do FCP.
Aqui, do Brasil onde moro desde 75, acompanhei enquanto pude os resultados da carreira do maior time do mundo (para mim, claro). Aos poucos fui ficando só com algumas notícias esparsas era tudo o que eu tinha. E, aí, o Porto campeão do mundo, jogo na neve e o gol de Branco, o melhor jogador brasileiro de todos os tempos (eheh). Daí, para a frente foi fácil acompanhar o meu time. Ninguem se importa, aqui no Brasil que eu torça pelo FCP. Mas no que tange à seleção portuguesa…aí a “porca torce o rabo…”.
Eu torço por Portugal mas, tambem troço pelo Brasil. E, agora? Como fica o jogo da próxima rodada? Bom eu sei que vou torcer por um empate sem gols que classifica Portugal. A Costa do Marfim precisa assistir os jogos da arquibancada, para que eu continue assistindo do meu sofá Portugal por mais algum tempo.
Só vou torcer para que ganhe o melhor se Portugal passar para as finais (ahahah). Até lá a minha torcida é para chegar mais perto.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s