Reflexões

Na medida em que vivemos vai ficando mais ou menos claro que o nosso futuro depende do nosso presente e que o passado, quando necessário, deve ser perdoado e não carregado como um saco de pedras atrasando a nossa caminhada.
Depois de muitos anos vividos do jeito que dá, ou seja, da melhor forma possível, costumeiramente questiono-me sobre o que devo e como devo. Percebo como deixo de lado o que posso e o como posso. Ao longo dos anos tentei tornar-me mais consciente do meu papel nesta passagem pela terra, querendo aproveitar melhor esta chance única. Fica o gosto amargo de não ter conseguido ser o que planejei enquanto a minha inocência me permitia voar. Mesmo assim, aprendi:
-que a cada ação sucede uma reação que nem sempre é a esperada;
-que querer não significa poder, por mais que tentem convencer-nos disso;
-que nem sempre à tempestade sucede a bonança, mas, ao contrário, na maioria das vezes, depois da tempestade vem a calamidade pública;
-que entrar de cabeça em qualquer relacionamento é dar a cara para bater;
-que não adianta não comemorar o aniversário porque o tempo passa de qualquer jeito e, então, é melhor festejar;
-que sentir-se velha aos trinta, não muda o que você sente aos quarenta, nem aos cinqüenta e muito menos aos sessenta;
-que beber o máximo que se pode é um tremendo fiasco já que o estômago não agüenta, a língua não estica, a cabeça não pára e só as palavras ficam fáceis;
-que levantar-se sem dor, depois dos 45, pode ser prenúncio de má notícia. Preste bem atenção se o coração ainda bate;
-que comer ainda é um dos poucos prazeres que a vida oferece aos sessenta, a não ser que prefira as dietas e as rugas;
-que depois dos cinqüenta, você escolhe ficar “gordinha” (só gentileza) ou enrugada;
-que o teu companheiro ou é míope ou te ama de fato;
-que a tua paciência é inversamente proporcional à tua idade.
Enfim, aprendi muitas coisas, até agora, mas, sinceramente, acredito que de hoje em diante preciso aprender muito mais. O que aprendi não me satisfaz. Preciso ficar atenta para não deixar escapar os próximos ensinamentos. Pretendo ficar por aqui, ainda um bom tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s