Cuide-se

Só porque a diabetes bateu à porta não acabou o prazer de se alimentar. É só seguir algumas regras, que incluem açúcar e gorduras que dão o sabor aos alimentos.
Para descobrir como carboidratos, proteínas e gorduras – em quantidades e combinações diferentes – afetam os seus níveis de glicose no sangue, faça experimentos com eles. Comece comendo como de costume. Então comece a introduzir uma variedade maior de alimentos. Desfrute de tipos diferentes de carboidratos, de molho de tomate a batatas, biscoitos a feijões verdes, e de pão a mirtilos. Coma uma variedade de proteínas, de ovos a queijo e de peru moído a costela. Existem vários tipos de gorduras, de manteiga a margarina e de creme de leite a maionese.
Mantenha anotações detalhadas e precisas sobre as quantidades de alimentos que você come e a quantidade dos nutrientes no alimento, e teste freqüentemente os seus níveis de glicose no sangue para ver como o seu nível de insulina corresponde ao seu consumo de comida. Teste antes de comer e depois uma, duas, três e quatro horas após a refeição. Passe os resultados para o seu médico.
Independente das atividades que você escolher, certifique-se de que elas sejam agradáveis para você e leve em consideração suas habilidades e suas condições físicas. As atividades não precisam ser exercícios no sentido tradicional, desde que elas coloquem você em movimento. Dançar, levar o cachorro para passear, andar de bicicleta, cuidar do jardim e até caminhar são atividades válidas.
Conversar com seu médico é uma boa maneira de iniciar um programa de exercícios para diabéticos.
Não se preocupe, pois chegar a uma variação-alvo produtiva, porém segura, ao se exercitar não é tão difícil quanto parece. Primeiro, determine a freqüência limite de batimentos cardíacos usando a fórmula a seguir:
1. Subtraia sua idade de 220.
2. Multiplique o resultado por 0,5 para determinar o ponto baixo da freqüência limite.
3. Multiplique o resultado do passo 1 por 0,7. Esse é o ponto alto de sua freqüência limite.
Por exemplo, uma pessoa com 45 anos, que queira fazer exercícios com 50 a 70% de seus batimentos cardíacos máximos, teria um intervalo de freqüência limite de 88 e 123 batidas por minuto. Veja a seguir como o cálculo foi feito.
220 – 45 = 175
175 x 0,5 = 87,5
175 x 0,7 = 122,5
Agora que você já determinou sua freqüência limite de batimentos cardíacos, você pode calcular com que intensidade você está se exercitando.
As informações contidas neste “post” foram retiradas da uol saúde.
Mais informações consulte como tudo funciona na página da uol.
Não esqueça de não exagerar tanto na alimentação quanto no exercício. Ser comedido é o segredo. E a vida continua…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s