…e dá-lhe chuva!!!!!!!!!

A chuva, insistente, continua caindo como para contrariar os que acreditavam que era a vez do Rio de Janeiro se molhar. Pode até ser que a água de “cima” tenha chegado até lá, mas é outra chuva, já que a nossa continua por aqui e, algo me diz, que tão cedo ela não vai embora.
Os tomateiros que plantei continuam resistindo, só Deus sabe por quanto tempo mais, mas, bravamente, mantém-se na expectativa que o sol dê uma enxugada nas suas raízes. Já pensei usar um secador de cabelo para facilitar o serviço só não acredito que vá dar certo. Então aguardo.
Da mesma forma que eu aguardo que a chuva dê uma trégua aos meus tomateiros, lembro de quanta gente aguarda uma trégua em várias situações. Por exemplo, os que estão em hospitais aguardando melhoras, resultados de cirurgias ou de exames mais simples. Lembrei de você, Marcelo, no Bola de Cristal, aguardando o resultado do seu exame.
Para pessoas que, como eu, já passaram por situações parecidas, várias vezes, não é difícil ser solidária com a sua espera. Ao contrário me tornei uma torcedora pelo bom resultado. Da mesma forma que as plantas precisam do sol e da chuva, nem tanta, as pessoas precisam passar por algumas situações para terem certeza de que são humanas. Para valorizarem a vida e continuarem investindo cada vez mais nesta passagem tão efêmera.
Vou ficando por aqui esperando sol para os meus tomateiros e boas notícias para o Marcelo. Até lá vamos aproveitando o momento para olhar um pouco para dentro de nós já que sair equivale a se molhar ou a dar asas à nossa impaciência. Vamos aproveitar. “Se te derem um limão…”

Anúncios

Um pensamento sobre “…e dá-lhe chuva!!!!!!!!!

  1. Tão cedo para te chamar de amiga? Creio que não minha amiga!!! rsrsrs
    Estou voltado para o meu próprio bigo, é verdade! Quase que constantemente me pego pensando no que será desta vida e seus resultados, mas sem deixar de prestar atenção no que tem acontecido à minha volta!!! Tô com um pouco de medo e insegurança, mas estranhamente atento aos acontecimentos, não os acontecimentos rotineiros dos jornais da vida e seus sensacionalismos, me refiro aos simples acontecimentos, como seus pés de tomate nas chuvas, ou as minhas chuvas, aquelas que escorrem no vidro da janela e que nos carregam para um passado bem distante e ao contrário de outras muitas chuvas, deixa com um sorriso no canto da boca!!!
    Seja qual for o resultado e independente de qualquer coisa, obrigado pela sua lembrança e por sua amizade!
    Um beijo e até!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s