Carnaval

Não gosto de Carnaval. Não gosto de música que fere os meus tímpanos, tanto em qualidade quanto em decibéis. Não gosto de barulho. O Carnaval, para mim, desde que deixei Portugal não significa absolutamente nada, além de uns dias de descanso. Não consigo entender que tanta gente passe um bom tempo se ocupando de fantasias para usar no Carnaval, gaste dinheiro suado para deixar suada uma camiseta ou apenas um biquíni, ou menos que isso durante algumas noites. Parabenizo essas pessoas que fazem do Carnaval o modo de exorcisar o corpo de possíveis vicissitudes que atormentaram a sua vida durante todo o ano. Para mim o bom seria sombra e água fresca e o som da natureza na sua melhor sinfonia. E só.

fernandopessoaDe Fernando Pessoa (Álvaro de Campos):
A vida é uma tremenda bebedeira.
Eu nunca tiro dela outra impressão.
Passo nas ruas, tenho a sensação
De um carnaval cheio de cor e poeira…
A cada hora tenho a dolorosa
Sensação, agradável todavia,
De ir aos encontrões atrás da alegria
Duma plebe farsante e copiosa…
Cada momento é um carnaval imenso
Em que ando misturado sem querer.
Se penso nisto maça-me viver
E eu, que amo a intensidade, acho isto intenso
De mais… Balbúrdia que entra pela cabeça
Dentro a quem quer parar um só momento
Em ver onde é que tem o pensamento
Antes que o ser e a lucidez lhe esqueça…

(mais…)

Anúncios

Um pensamento sobre “Carnaval

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s