Bom Dia

“Ó Deus,
Envia-nos Loucos!
Os que se esquecem,
os que se comprometem a fundo,
os que amam além das palavras,
os que se entregam verdadeiramente, até o fim…
Precisamos de LOUCOS,
de ilógicos e de apaixonados,
dos que sejam capazes de se atirar na insegurança,
no desconhecido cada vez mais medonho da pobreza,
dos que aceitem perder-se na massa anônima,
sem desejo nenhum de fazer disso pedestal.
Dos que não utilizam as superioridades que adquiriram,
para seu próprio serviço.
Senhor,
Vós bem sabeis que o salto nem sempre consiste em romper
com o meio ou com o nível de vida,
mas numa ruptura muito mais profunda,
consigo mesmo, com o eu ainda egocêntrico,
que tudo havia dominado até então.
Precisamos hoje de loucos.
Daqueles que preferem um estilo simples de vida,
libertadores eficientes do proletariado,
amantes da paz, puros sem compromissos,
decididos a nunca trair, desprezando a própria vida,
resolvidos à abnegação em plenitude.
Capazes de aceitar qualquer trabalho,
de ir a qualquer lugar,
por disciplina, ao mesmo tempo livres e obedientes,
espontâneos e tenazes,
doces e fortes.
Senhor,
envia-nos loucos.
Amém!”

(J.L. Lebret, França)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s