Ainda o acordo ortográfico

Com o início previsto para este ano de 2009, ainda tem muita gente que abertamente se declara contra o acordo. Afinal na palavra acordo não está implícita a anuência de quem participou? Acordos são cumpridos?Aí que “a porca torce o rabo”. Quem faz o acordo está responsabilizando-se pelo seu cumprimento e neste caso os interessados, nós, não fomos consultados. Eu não fui. Mas parece que que não são só os pobres mortais, como eu que discordam do acordo. A Folha de São Paulo deste Domingo, ontem, traz entrevistas com o escritor brasileiro Rubem Alves, a escritora portuguesa Inês Pedrosa e o escritor angolano Ondjaki. Parece que para eles a coisa não é muito diferente. Para eles o acordo ortográfico não vai mudar nada ou quase nado nas suas expressões. Como já falei, para mim está difícil escrever correctamente quer no português de cá quanto no português de lá. Uma unificação até viria a calhar, mas como o Acordo não trata disso, vou continuar tentando errar o mínimo para cá ou para lá.

Anúncios

Um pensamento sobre “Ainda o acordo ortográfico

  1. Pois é, se já estava meio complicado acompanhar as regras do português com normas antigas, que estudei desde os primeiros anos de escola, imagina agora, que não sentamos mais num banco de escola. Saber o que é escrito com acento, sem acento, com hínfem ou sem hífem, aliás hifem é com M ou com N??? bem agora virou mesmo uma salada de fruta. Quem quiser que corra atrás de gramáticas atualizadas, que aliás são pouquissimas e não chega nem para os professores de lingua portuguesa se atualizarem…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s